Translate

23 de nov de 2010

Como identificar um falso profeta



No Sermão da Montanha, Jesus preveniu a sua igreja a respeito dos falsos profetas, que se travestem externamente de ovelhas, mas que na verdade são lobos vorazes. O Mestre por Excelência advertiu o seu povo dizendo: "Acautelai-vos dos falsos profetas[...] Pelos seus frutos os conhecereis[...]. Nem todo o que me diz Senhor, Senhor entrará no reino dos céus" (MT 7.15,16,21).
Em face dessa admoestação temos que pensar em alguns fatos importantes: Primeiro, uma ortodoxia sadia não está desvinculada de uma conduta sadia. A fidelidade ortodoxa tem que desaguar numa fidelidade comportamental. Segundo, um bom comportamento externo tem que estar associado a verdade das Escrituras. Terceiro, o falso profeta nunca se mostrará facilmente. A sua verdadeira identidade é difícil de se aferir, porque tudo se passa no âmbito da sutileza. É um lobo disfarçado, ou seja, parece...,mas não é uma ovelha, tanto no ensino quanto na vida. Diante desses fatos, a pergunta que urge fazermos é esta: Quais são as características de um pseudo mestre? Vejamos algumas:



1) Nunca falam do julgamento final e do destino eterno dos perdidos. Não abordam em suas mensagens a realidade do inferno.



2) Não pregam sobre o aspecto expiatório da redenção. Falam sobre os ensinos de Cristo, mas não de sua oferta voluntária e substitutiva na cruz.



3) Não falam sobre a necessidade de santificação sem a qual ninguém verá o Senhor. As pessoas vêm ao culto e depois saem para os motéis domingo após domingo. Estão perdidas sem saberem, porque eles não pregam mudança de vida.



4) Não enfatizam em suas mensagens a necessidade urgente do arrependimento por parte dos seus ouvintes. Ninguém precisa auto examinar-se, ninguém precisa sentir-se profundamente pecador, não há necessidade nenhuma de abandonar vícios, atitudes ilícitas...



5) São vagos em suas mensagens; nunca chegam a particularizar doutrinas. A palavra é uma água com açúcar e o povo sai dos cultos cada vez mais ignorantes no ensino bíblico. Não ensinam sobre a necessidade da santificação, da retidão e da justiça.



6) São movidos pela avareza. A ganância norteia as suas vidas, seu amor e apego ao dinheiro e a ambição pelo poder pautam todos os seus atos, porque, na verdade, ambicionam somente o lucro e a fama. Como está escrito na Segunda Epístola de Pedro: "...também,movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias;..." (II Pe 2.3).



7) Eles possuem carisma, mas não tem caráter. Assemelham-se a Judas Iscariotes: pregam, curam, evangelizam, expelem demônios, ressuscitam os mortos, porém, no final do dia roubam da bolsa sem nenhum escrúpulo, sem nenhuma vergonha.



Portanto, meus irmãos, precisamos ser sóbrios, necessitamos ficar alerta, temos que nos inspirar nos crentes bereanos e crivarmos tudo e todos por meio da Palavra de Deus. Não nos deixemos levar pelo carisma divorciado do caráter e da verdade bíblica, porque nem tudo que relux é ouro, nem tudo o que parece de fato é. Como diz as Escrituras: "Mas ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema". (Gl 1.8)



Se você leu esta mensagem e pertence a alguma igreja cujo líder possui essas características, meu prezado irmão ou irmã, procure uma igreja séria que pregue a Palavra onde você possa ser edificado. Não alimente mais esse sistema iníquo que só condena pessoas. Saiba que você será conivente e condenado juntamente com aquele que pratica o mal. Leia Apocalipse: “saia dela, povo meu, para que não incorras nas suas práticas e não sejas participantes dos seus pecados”. Ap. 18:4



Rev. Marcus Nolasco de Abreu



Adaptado por José Videira